Submarino.com.br
Marco Weissheimer Rotating Header Image

Fascismo gaudério

O comandante da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, coronel Paulo Mendes, já defendeu mais de uma vez, publicamente, a pena de morte “para a bandidagem”. Conforme a expressão que ele mesmo empregou, “bandido tem é que ir pro paredão”. A Constituição e as leis, para o coronel, são entraves para a “segurança dos homens de bem”. Na manhã desta quarta-feira, o coronel Mendes mostrou mais uma vez seu desprezo pela ordem legal, durante o programa Polêmica, na rádio Gaúcha. Uma ouvinte do programa relata:

“Absolutamente estarrecedora a observação feita pelo Coronel Mendes no programa Polêmica de hoje. Creio que será objeto inclusive de manifestação do CREMERS (C0nselho Regional de Medicina). Lá pelas tantas, o Lauro Quadros (apresentador do programa) repetiu uma frase que teria sido dita por um médico (ou amigo…não tenho certeza):

Quando um bandido chega no pronto socorro, tem que ser atendido devagar….sem pressa…

O próprio apresentador, refletindo sobre a frase, comentou: “Isto é uma desumanidade“.

Diante dessa afirmação, o coronel dirigiu-se ao apresentador e questionou: “Tu achas?“.

Depois seguiu divagando sobre pena de morte e sobre “cortar as mãos” de criminosos.

25 Comentários on “Fascismo gaudério”

  1. #1 Ary da Silva Martini
    on Sep 3rd, 2008 at 6:32 pm

    Ou seja, o sujeito, ao chegar ao hospital, já teve sua vida “transitada em julgado”. Aliás, isso quando o suspeito sobrevive dentro da viatura. MendeSS e outros que tais, dia após dia, colocam mais uma pá de terra em todas as futuras pretensões dessa coligação de plantão. Salvo entendimento diverso, MendeSS desrespeitou publicamente a CF. O braço legal deve atingí-lo de alguma maneira. Com a palavra, alguém sensível e que entenda de leis.

  2. #2 Anonymous
    on Sep 3rd, 2008 at 7:07 pm

    Sim, isso é rotina nos hospitais.
    Quando chega um criminoso, contam médicos e enfermeiros, fazem questão de fazer tudo devagar, sem anestesia, machucando o máximo que podem.
    Tortura pouca é bobagem. E ainda não houve (nem haverá) uma alma que denuncie tais atos destes médicos e enfermeiros….!!!

    Quanto ao Mendes, não me surpreende mais nada que saia da boca deste doido!!!

    sil

  3. #3 Remindo
    on Sep 3rd, 2008 at 7:10 pm

    Cachorro rabo sempre acaba modendo o dono. É só o filhote de um destes seguidores levar uns tapas da brigada que logo mandam ele embora e tiram até a futura e gorda aposentaroria dele.

  4. #4 Remindo
    on Sep 3rd, 2008 at 7:12 pm

    O anônimo, tu tá é chutando. Médico bonzinho trata todo mundo igual, se for malvadinho machuca até criancinha de dois anos. O anônimo?

  5. #5 Little Ed
    on Sep 3rd, 2008 at 7:20 pm

    Esse Mendes é doente. Um imbecil. Exatamente do mesmo nível do governo que o nomeou.

  6. #6 el barto
    on Sep 3rd, 2008 at 7:27 pm

    será que ele cortaria as mãos dos quadrilheiros detranzistas (vaz netto, dorneu, lair, fernandes et caterva)??? e se um desses sem-vergonhas chegasse morrendo no moinhos (hospital da gente de bem), tb. deveria ser atendido “bem devagar, sem pressa”?
    questoes, questoes…

  7. #7 vasquez
    on Sep 3rd, 2008 at 8:19 pm

    CORTAR MÃOS ? Então vamos começar pelo palácio que só tem bandido e escarnecedores da coisa pública !! Isso é bandidagem pura e deslavada desta quadrilha que assalta o Rio Grande do Sul !! CORTA MENDES AS MÃOS DELA !! É SÓ SUJEIRA !! Não é por acaso que esses tal de MENDES estão em baixa no País !! VERGONHA !!!!

  8. #8 Pablo BERNED
    on Sep 3rd, 2008 at 8:34 pm

    Extrema imbecilidade desse coronel. Abuso de poder não é crime? Passar por cima da constituição e dos DH não se configuram como crimes?

    E o MP? Não tem como denunciar essa entrevista? Ah, esqueci… são todos compadres…

    Crime é essa próxima ficar os 4 anos no Piratini…

  9. #9 Anonymous
    on Sep 3rd, 2008 at 8:36 pm

    De fato é um animal fardado e trará muita preocupação ainda ao povo gaúcho, um desastre como de resto é o atual governo. Mas gostaria de aproveitar o espaço,já que o blog da Rosane não publicou meu comentário, para denunciar a propaganda que ela faz gratuitamente para seu colega Pedro Denardin na pagina dez de hoje. É só dar uma olhada na foto da nota sobre a campanha Onix, tá lá uma bandeira com o nome e número do colega para quantos leitores tiverem acesso. Acho que é assunto p/ o juiz eleitoral. Cara dura mesmo, mais um político a serviço da RBS, como o cara do tempo, radialistas picaretas como o Zambi, entre outros.
    Antenor.

  10. #10 Anonymous
    on Sep 3rd, 2008 at 9:05 pm

    E a Comissão de Direitos Humanos da Assembléia onde anda? e o Movimento Nacional dos Direitos Humanos onde anda?
    Até quando vamos ouvir barbaridades e ficaremos calados(a)?
    Sim por que todos nós temos que respeitar a Constituição Federal e por que o comandande podre da BM não precisa?
    Maria Rita

  11. #11 SBENTENAR
    on Sep 3rd, 2008 at 9:06 pm

    - O “Gefeiter” Mendes não passa de um mediocre PM em busca de fama. É servil aos governantes de plantão que querem mostrar liderança através da força, Possuindo um viés comportamental obsecado , faz-me lembrar a conduta de um coronel nazista no filme AMÉM do fabuloso diretor Costa – Gavras. A naturalidade como encara a eliminação das pessoas(judeus e inválidos) é de mesma naturalidade(sic) como se manifesta o ‘Gefeiter’”. O mendesismo(deve se sentir importante em participar dos “ïsmos”) é um ventre fértil, que pode gerar a coisa imunda, isto é, o fascismo dentro do estado democrático, amparado na insegurança que o pobre/contribuinte/eleitor se encontra como consequência de politicas inexistentes e que levam a populacão a aceitar inconscientemente “ïl fascio” como base de salvaguarda. Temos que estar alertas . poruqe quando alguém se pronuncia de que devemos defender a ordem e a paz acima de tudo, pode estar de referindo a ordem e a paz dos cemitérios.
    Saudades do Bisol!!

  12. #12 Anonymous
    on Sep 3rd, 2008 at 11:13 pm

    Isso precisa ser denunciado aos que defendem os direitos humanos! Esse monstro não pode seguir fazendo monstruosidades . sujeito imbecil, arrogante, servil. A cara do governico da Aracrusius.
    mariah

  13. #13 Ary da Silva Martini
    on Sep 3rd, 2008 at 11:32 pm

    Onde anda o Jair Krischke?

  14. #14 Anonymous
    on Sep 4th, 2008 at 12:10 am

    Estado policialesco é isso para mim!

  15. #15 Katarina Peixoto
    on Sep 4th, 2008 at 12:52 am

    O que assusta é o silêncio do MP diante desse descalabro. Fica parecendo que tão chupando bala de menta…

  16. #16 Moses
    on Sep 4th, 2008 at 3:26 am

    Gente,
    o Mendes é escória da escória mental. Mas também não podemos perder o juízo: NINGUÉM consegue defender satisfatoriamente a inexistência da pena capital, pq essa bobagem (amparada na anedótica tese da superioridade ética do Estado sobre o criminoso) afronta qualquer senso de humanidade que se possa ter. O que todos somos contra, isso sim, é sua implantação, em face dos erros judiciários. Porém, se esses fossem mínimos, ou inexistentes, não haveria razão para não existir. Ou então, só para deixar barato, a pena de degredo.
    É sempre bom lembrar: a função do direito penal é limitar a pena. Mas ninguém pode negar que fatos há em que cogitar em limitação da pena soa ridículo. Deslegitima a existência do Estado.

  17. #17 Anonymous
    on Sep 4th, 2008 at 4:36 am

    Caro Marco, tb ouvi – e tb entre estarrecido e indignado (embora não surpreso) – a participação do cidadão no Polêmica desta 4ª. E tb escrevi algumas linhas, a serem publicadas na 6ª em um jornal de Rio Grande, sobre essas infelizes declarações. Divido aqui com vocês:

    “Foi Palha!
    I – A marginalidade (e a violência provocada por esta) não são uma manifestação alienígena, como alguns podem pensar. Ricardo Piglia já falava nisso, no livro O Último Leitor (Cia. das Letras). No texto, observa que a idéia de suspeita é construída sobre o preconceito. “O primeiro suspeito é o outro social, aquele que pertence à minoria que rodeia o mundo branco, no interior do qual estão se desenvolvendo versões paranóicas”. Segundo ele, o crime é o “espelho da sociedade”.
    Na verdade, o marginal é aquele que, por qualquer motivo, se desvia da dita “normalidade” dos que seguem as normas da sociedade. No entanto, via de regra, tais “marginais” são produzidos justamente por desajustes em nossa estrutura social. Daí que resolver a questão simplesmente com um discurso duro e com a agravação das penas é uma maneira simplista e covarde de lidar com a questão.
    O que se ouviu esta semana no programa Polêmica (por Lauro Quadros, na rádio Gaúcha) é o reflexo das idéias do governo Yeda Crusius. Incapaz de achar solução humana para o problema (que só cresce), a governadora coloca no comando do policiamento um “exterminador”, que defende que “bandido bom é bandido morto”, e que acha que pena de morte (ou mesmo deixar um bandido se esvair em sangue em um hospital) é a maneira mais justa de lidar com o problema.”

  18. #18 Anonymous
    on Sep 4th, 2008 at 4:39 am

    E faço um questionamento: ao incitar a omissão de socorro, não estaria o coronel cometendo um ilícito?

  19. #19 Anonymous
    on Sep 4th, 2008 at 11:02 am

    O Chauvinismo guasca, tem a morada certa, tem as figuras certas, para a política discriminatória e encarnada a cultura sul-rio-grandense. Basta, um sinal, da intransigência dos interesses da burguesia urbana aliada a arraigada subcultura latifundiária, ficarem à superfície das economia e do que aparecem os leões-de-chácara do tipo Cel. mendes, para espraiar pelo rio grande práticas psicopatas que se institucionalizam dia-a-dia, com governos tipo Rigotto, Yeda Crusius, que impõe nas escola a cultura do tradicionalismo doutrinador como o MTG, que estabelcem como se comportar e como não pensar. Governos estes, que a qualquer custo fixam uma economia neoliberal de precarização da vida.
    Assim, submetem um povo inteiro, através do medo, do constrangimento e da repressão fascista e da concepções de imbecilização, embrutecimento, fazendo uma sociedade agressiva e ignorante.

    Abraço
    Runildo Pinto

  20. #20 Lamarca
    on Sep 4th, 2008 at 11:26 am

    Então tá….agora no Rio Grande Guasca teremos a Republiqueta dos Manetas…….

  21. #21 Anonymous
    on Sep 4th, 2008 at 12:02 pm

    O sobrenome do homem é Mendes. Poderíamos também chamá-lo de Mengele?

  22. #22 Anonymous
    on Sep 4th, 2008 at 8:07 pm

    O CORONEL MÍDIA, COM SEU EGO INSUFLADO PELA O EXCESSO DE EXPOSIÇÃO NA IMPRENSA SERÁ, EM BREVE, DEVIDAMENTE DEFENESTRADO COMO SEMPRE OCORRE COM AQUELES QUE FICAM POR ELA EMBRIAGADOS – O QUE PREOCUPA É QUE CERTAMENTE VIRÁ OUTRO MENTECAPTO AINDA MAIOR PARA ASSUMIR O SEU LUGAR.

  23. #23 Anonymous
    on Sep 5th, 2008 at 2:19 am

    Ele esqueceu de dizer: Bandido pobre”. Banqueiro nem pode usar algemas. Brasil: Campeão mundial da Injustiça Social.

  24. #24 Anonymous
    on Sep 5th, 2008 at 2:19 am

    Ele esqueceu de dizer: Bandido pobre”. Banqueiro nem pode usar algemas. Brasil: Campeão mundial da Injustiça Social.

  25. #25 Armando Reis
    on Sep 8th, 2008 at 12:54 pm

    Quero ver como vai ser quando o atendimento de um filho de voces for colocado em espero pq um assaltante está sendo atendido pq entrou em tiroteio com a Brigada.
    Quando a casinha de vocês for arrombada ou são assaltados na rua, a primeira coisa que dizem é: Mas nao tem nenhum brigadiano na rua? Ué? Mas se a brigada nao presta, pq estão esperando ajuda justamente dali? Na hora do aperto é facil esquecer essa porcaria de reacionarismo ideológico.

Deixe um comentário