Submarino.com.br
Marco Weissheimer Rotating Header Image

Brasil, o maior mercado de agrotóxicos do mundo

A audiência pública que será realizada dia 2 de maio na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul tratará de um dos setores que mais cresce no Brasil, a saber, o dos agrotóxicos. O nosso país é hoje o maior mercado doméstico de agrotóxicos do mundo, ficando inclusive na frente dos Estados Unidos. No dia 11 de abril, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou um estudo sobre o mercado de agrotóxicos no Brasil, apontando um crescimento de 190% do comércio desses produtos no país entre os anos de 2000 e 2010, mais que o dobro da medida mundial, que foi de 93% no mesmo período.

Segundo o diretor da Anvisa, Agenor Álvares, o principal fator responsável por esse crescimento foi a expansão agrícola do país. Trata-se de um mercado bilionário e altamente concentrado. Em 2010, ainda segundo a Anvisa, o mercado nacional de agrotóxicos movimentos US$ 7,3 bilhões, o que representa 14,25% do total mundial que chegou a US$ 51,2 bilhões no mesmo ano. As dez maiores empresas do setor respondem por 65% da produção nacional e 75% das vendas. Seis delas dominam 66% do mercado mundial (Basf, Bayer, Dow, Dupont, Monsanto e Syngenta). Um único produto, o glifosato, responde por 29% de todo o mercado brasileiro de agrotóxicos.

Esses números indicam o poder de lobby dessa indústria nas instâncias parlamentares, de governos e também nos meios de comunicação. O relativo silêncio midiático sobre os problemas causados por esses produtos, só interrompido esporadicamente pela divulgação de algum estudo ou estatística, contribui para que a população siga consumindo passivamente alimentos com índices de agrotóxicos superiores aos recomendados pelos organismos de saúde, conforme outro estudo divulgado pela mesma Anvisa.

2 Comentários on “Brasil, o maior mercado de agrotóxicos do mundo”

  1. #1 Maria
    on Apr 20th, 2012 at 1:19 pm

    Marco, tem um lado ainda mais perverso nessa questão: o contrabando de agrotóxicos pela fronteira. Em março uma grande operação de vários órgãos federais resultou na apreensão de cinco toneladas de agrotóxicos, que entraram ilegalmente no país.São produtos sem procedência legal, a maioria da China com componentes altamente tóxicos, muitos banidos e com utilização sem os cuidados técnicos necessários e que irão contaminar além de lavouras, o lençol freático, a fauna, trabalhadores e produtos que nós iremos consumir. Esses produtos são contrabandeados para os produtores economizarem, pagando um preço bem inferior, por um produto idem. Pelo menos 400 produtores/receptadores estão sendo investigados pela PF no Estado.

  2. #2 Nelson
    on Apr 20th, 2012 at 2:40 pm

    O caminho alternativo, que pode nos garantir a manutenção do bem que talvez seja o maior que temos, a saúde, e, por consequência, qualidade de vida, está aí, à vista de todos: apoio total à pequena agricultura ecológica.

Deixe um comentário