Submarino.com.br
Marco Weissheimer Rotating Header Image

“Passei a responder através dos blogs e das redes porque esta forma de colunismo é uma armadilha”

Em nota publicada neste domingo no site PTSul, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, respondeu à colunista política Rosane de Oliveira, do jornal Zero Hora, que neste domingo afirmou que o governador será “incoerente ou irresponsável” na solução para o tema do piso nacional do magistério. A nota afirma:

Pela segunda vez neste mês, um articulista de ZH utiliza o espaço do jornal para fazer ataques diretos a políticos do governo do Estado, reportando-se diretamente à pessoa do governador. Neste domingo, foi a vez da jornalista Rosane de Oliveira “sentenciar” que Tarso Genro será “incoerente ou irresponsável”, na solução para o pagamento do piso nacional do magistério. A colunista desconsidera o fato de que o governo da Unidade Popular Pelo Rio Grande adotou uma outra posição para retirar o estado da crise, que não a do governo anterior de criação do “déficit zero”, que diminuiu as funções do Estado, sucateou a administração pública e congelou salários.

Neste sábado, ao ler a coluna, quando voltava de mais uma edição da Interiorização de Governo, em Rio Grande, o governador fez algumas considerações sobre o novo episódio de ideologização da notícia, através do falseamento da verdade.

1- Sobre o Colunismo Político predominante
“É um certo tipo de colunismo político que ainda não se esgotou no país, mas que tende rapidamente a esgotar-se pela falta de credibilidade, pois ele vem perdendo a sua capacidade de transmitir informações e críticas fundadas. Ele perdeu a “fala” universal, que caracterizou os grandes colunistas políticos do país, com capacidade de informar e criticar com seriedade e passou a defender posições ideológicas dissimuladas, “adaptando” ou inventando os fatos, para contentar um público determinado –aquele que este tipo de jornalismo cativa, com seus malabarismos factuais e lugares comuns: os que adoraram as ideias do neoliberalismo que está levando a Europa à ruína e que, aqui, foram retratados no famoso “déficit” zero. Aliás, não é de graça que a colunista de política da Zero Hora é a mais saudosa do “déficit zero”, que não só paralisou o estado, mas aplicou um brutal arrocho salarial nos servidores, situação que agora estamos começando a reverter”.

2- As constantes criações de factóides e inverdades
“O mesmo estilo de jornalismo político que “define” que o governador será incoerente ou irresponsável, é o mesmo que inventou, por exemplo, que eu defendi uma posição contrária aos sistema de PPPs no caso da RS 10, quando, na verdade, defendi e defendo a PPP e tenho negociado com os prefeitos a adaptação para baratear a proposta. Nunca fui contrário a PPPs. O que sou contrário é que elas sejam apenas um negócio bom para as empresas e não atendam o interesse público. Sou, inclusive, um dos elaboradores da atual lei que rege as parcerias público-privadas no país, cuja redação foi comandada pelo Fernando Haddadd quando ele era Secretário do Ministério do Planejamento e eu era ministro do CDES, no primeiro governo Lula. Este tipo de jornalismo inventa, por exemplo, que prometi “mundos e fundos” para os servidores e que prometi pagar o piso dos professores imediatamente. Isso é uma deslavada inverdade, pois está gravado nos debates e está escrito numa carta remetida ao CPERS que nós criaríamos as condições para pagar o piso e que isto ocorreria de forma processual. Esta foi e é a minha posição.

Nunca prometi “mundos e fundos”, mas uma política de recuperação salarial que está sendo implementada, e que, aliás, está sendo criticada pela oposição, representada na coluna de ZH de domingo pelo presidente do PP e ex-secretário de Relações Institucionais do governo anterior, Celso Bernardi. Este jornalismo, recentemente, também inventou que a nossa proposta de aumento para uma parte da categoria dos professores era a mesma da governadora Yeda. E o fez rapidamente, sem ter a mínima noção do que é uma transação judicial. Omitiu deliberadamente que a posição do governo não exigiu nenhuma renúncia de direito pelos servidores do magistério; que a nossa posição não retira a proposta de alcançar o piso até 2014; que ela não exigiu a alteração do “quadro de carreira” e que o aumento atual constituiu-se, apenas, em mais um aumento -um adiantamento de aumento ao magistério. Ao dizer isso -que a nossa proposta era igual a da governadora Yeda- a colunista revela duas coisas: primeiro, que não se informou sobre o que estava acontecendo e, segundo, que se apressou a forjar uma suposta informação que confirmaria a nossa “incoerência”. Na verdade, quando ela fala em incoerência, quer é lembrar que o bom era o “déficit zero”. Por isso sua análise das nossas medidas salariais envolve dois extremos: critica os aumentos excessivos aos servidores e diz, ao mesmo tempo, que os aumentos -no caso dos professores- são insatisfatórios”.

3- Sobre a estratégia, pouco compreendida ou não aceita pela oposição ao nosso governo, de consolidar o Estado como indutor do desenvolvimento ecônomico e social
“A nossa estratégia, até agora, está dando certo: usar os recursos próprios para reorganizar a máquina pública que estava destruída e melhorar os salários dos servidores; buscar recursos do Governo Federal para investimentos -inclusive através do recebimento da dívida da União com a CEEE; buscar financiamentos no BID, no Banco Mundial e no BNDES; aumentar, com meios técnicos adequados, as receitas sem aumentar impostos; estabelecer uma política de relações internacionais para atrair investimentos produtivos; retomar o crescimento no estado tendo como ponto de partida a base produtiva local, voltados para a renovação da nossa base tecnológica; fazer um “déficit” responsável sem cair na armadilha neoliberal de reduzir políticas de proteção e promoção social, deixando os pobres a ver navios”.

4- A utilização das redes socias e dos blogs para responder à grande mídia
“Eu passei a responder através dos “blogs” e das redes, porque esta forma de colunismo que estamos falando é, também, uma armadilha: constrói fatos para promover a sua visão de mundo, de Estado e de política, e também quer monopolizar o debate, frequentemente só publicando parte das respostas daqueles que são alvos da suas invenções. Quando se tratam de matérias que contam fatos verdadeiros e que pendem, sobre ela, uma interpretação política, ideológica ou econômica, acho adequado que se responda pelo próprio jornal, quando ele permite a resposta, como, aliás, é o caso da Zero Hora”.

5- Direito de resposta também em tom crítico
Tenho respeito pela colunista Rosane de Oliveira. Acho que ela cumpre rigorosamente o seu papel crítico, que é esperado pelo jornal a que serve, que, como sabemos, não pode ser considerado simpatizante do projeto que nós, do PT e da esquerda, representamos. Mas ela merece, da nossa parte, a atenção e respeito que temos com todas as forças políticas democráticas do estado. Nem acho que se trata de má-fé, mas de miopia ideológica: se os fatos não tem confirmado que o Tarso é incoerente, mas, ao contrário, tem confirmado que temos aplicado o nosso programa de governo de forma coerente, é preciso “adaptar” os fatos e repetir a acusação de incoerência para, ao final, consolidar uma “verdade” pela repetição. E também, imediatamente, para salvaguardar a defesa do “déficit zero”, que sempre foi apresentado pela colunista como um exemplo de boa gestão pública”.

6- Sugestão
“Assim como fui cobrado como governador, também defendo que a colunista seja mais responsável e não crie falsas incoerências ou irresponsabilidades. Recomendo à ela, por exemplo, que leia todas as colunas do falecido Carlos Castello Branco, do Márcio Moreira Alvez e do grande Newton Carlos, paradigmas da seriedade no jornalismo político”.

31 Comentários on ““Passei a responder através dos blogs e das redes porque esta forma de colunismo é uma armadilha””

  1. #1 Nelson
    on Apr 29th, 2012 at 8:04 pm

    Votei no Tarso para governador. Porém, não há como não evidenciar sua incoerência quando aponta a colunista como defensora das “ideias neoliberalismo que está levando a Europa à falência” ao mesmo tempo em que afirma ser defensor das PPPs e que “nunca fui contrário” a elas.
    Tarso afirma ser contra a que “elas [PPPs] sejam apenas um negócio bom para as empresas e não atendam o interesse público”.
    Incoerência.
    Surgidas do ideário neoliberal, as PPPs são implementadas justamente para garantirem lucros sem riscos para as empresas, ou seja, um negócio bom somente para a iniciativa privada. Às custas, óbvio, dos interesses do povo.

  2. #2 flavio cunha
    on Apr 29th, 2012 at 8:39 pm

    Independentemente da análise das PPP(s), essa Rosane é uma jornalista tacanha e intragável, bem ao estilo da RBS e de seus simpatizantes.

  3. #3 Ary
    on Apr 29th, 2012 at 10:34 pm

    Se a jornalista não fosse quem é, não teria a importância que tem para a ZH. É uma Policarpa sem água.

  4. #4 vanpoars
    on Apr 29th, 2012 at 11:24 pm

    Eu ouço rádio diariamente e fico chocada com a maneira como seus jornalistas (?) tratam nosso governo estadual; dizer que são mal educados é pouco! Qdo algum representante do governo é entrevistado, este têm uma paciência, respeito e fidalguia que os empregados do PIG não merecem! Outro dia, Lasier Martins (sempre ele!!!) bateu boca com o Secretário Beto Albuquerque, no ar! Eu estava num taxi e om motorista chegou à parar o carro: nós dois em choque! Enfim, fica cada vez mais claro que a imprensa gaúcha não aceita o PT, de modo algum! Se tem alguma que aceita, não fala por medo da “poderosa”! Sendo assim, é melhor nos informarmos pelos blogs e rede! Prá mim está bom demais! Ps; ouço radio, sòmente para patrulhar, porque nem na previsão do tempo que eles divulgam, eu acredito…

  5. #5 Jaime silveira
    on Apr 30th, 2012 at 9:08 am

    Finalmente temos um Governador com capacidade intelectual para responder em igualdade a esse jornalismo parcial que pensa que escreve para parvos. Parabéns governador!

  6. #6 Haroldo
    on Apr 30th, 2012 at 10:40 am

    Sensacional… o cara faz tudo o que criticava no governo anterior e ainda se sente ofendido porque a imprensa diz o óbvio: ele está sendo incoerente. O tipo no pé é o seguinte, Dr. Tarso: a população não precisa que a Rosane Oliveira diga que ele é incoerente. As pessoas estão vendo com os próprios olhos, inclusive quem votou no senhor e está se sentindo traído.

  7. #7 Remindo Sauim
    on Apr 30th, 2012 at 10:54 am

    Só acho que o Tarso não devia mais dar bola para este tipo de colunismo. Se as pessoas acreditassem no que eles falam não teriamos ele no governo do estado, nem o PT a 10 anos na presidência da República. Ele que fique com os blogs e terá muito mais audiência e credibilidade.

  8. #8 gerson
    on Apr 30th, 2012 at 11:48 am

    A Rosane é uma sem sal arrogante.

  9. #9 keiri
    on Apr 30th, 2012 at 12:17 pm

    Desta vez a abelinha está coberta de razão, tanto que colocou a resposta do peremptório no seu blog. O governador cada vez mais entra em contradição, parece não saber o que fazer. Quanto as PPPs o governo havia abandonado a idéia, ai o Jairo Jorge encampou a idéia e novamente ela ressurge.
    Quanto ao magistério: abono provisório.

  10. #10 Beto São Pedro
    on Apr 30th, 2012 at 12:26 pm

    Finalmente alguém de peso resolveu dizer em público o que representa este tipo de imprensa, quais os valores e interesses que defende! Não é “devalde” (como se dizia lá em São Pedro do Sul) que a Rosane Oliveira foi escolhida substituta de José Barrionuevo naquela sessão do jornal. Que ninguém se iluda, a RBS já está em campanha pela sua ex-servidora, atualmente no Senado Federal, à sucesão do governador Tarso. Assim como Mendelsky e Barrionuevo foram chamados ao trabalho sujo no governo Olívio, a convocação para a tarefa recaiu sobre a colunista da Página 10. Assim, como parece ser, à aprendiz de Ana Amélia, a sujstituta desta em Brasília. O governador merece todo o nosso apoio por esta atitude.

  11. #11 joao
    on Apr 30th, 2012 at 1:30 pm

    O tempo que êles imformam acho que é de outro continente, pois vivem errando!! Lasier Martins é o fundo do poço do jornalismo! Ridículo, caluniador, tipo POLICARPO! Aliás o RS está cheio de POLICARPOs!!

  12. #12 zé bronquinha
    on Apr 30th, 2012 at 2:20 pm

    -Durante o Governo de Olívio a RBS atacava sistematicamente aquele que se oretendia democrático e popular.A RBS continua a mesma apesar de menos cruel com Tarso do que foi com Olívio. Tarso sempre foi um político de inspiração burguesa, dando longos discursos em defesa da liberdade de imprensa , mesmo naquele governo de Olívio Dutra o qual Tarso fes oposição por dentro. Falta ao Tarso dizer aonde mesmo que seu governo é diferente do que foi o de Rigotto e Yeda.A maioria fos servidores públicos, sem-terra, sem-teto e ambientalistas sabem que trata-se de governos do mesmo tipo, arrochadores de salário, não dá prioridade pra educação, se afina com a bancada ruralista no Congresso e na FARSUL, enfim, mais do mesmo.

  13. #13 flavio cunha
    on Apr 30th, 2012 at 2:40 pm

    Façam como eu, desde o governo Olívio simplesmente esqueci que existe RBS, nunca mais sequer sintonizei esse canal, sendo que adotei o mesmo para a Globo dois anos depois. O meu ganho em saúde e qualidade de informação é imensurável.

  14. #14 flavio
    on Apr 30th, 2012 at 5:30 pm

    A verdade é sempre constrangedora. Não só o Tarso mas o PT é incoerente. Provo. FHC queria fazer uma reforma da Previdência. O PT foi contra e demonizou ao extremo o PSDB. Me lembro bem dos cartazes que foram espalhados pelo Cpers nos quais oDeputados que votaram a favor eram retratados como inimigos do Povo. As fotos foram propositadamente deformadas, um pavor. Pois bem o Lula ganhou e fez uma reforma mais contundente tudo num oba oba. O Cpers não fez cartaz algum. Reforma da Previdencia de uma hora para outra já não era coisa de demonio Neoliberalista. No meu ponto de vista Tarso fez o que tem que ser feito porém fico a imaginar o que não estariam fazendo os cães de guerra do Cpers se Yeda tivesse tomado uma medida como a tomada pelo Tarso. Fico também pensando o que o própio Tarso e demais Deputados do PT estariam dizendo contra a Yeda. Tarso e o PT são tão incoerente que a incoerência se confunde com cinismo.

  15. #15 ideiafix
    on Apr 30th, 2012 at 5:34 pm

    Parece que o Governador finalmente, após uma breve tentativa de dialogo, acordou para o PIG guasca.
    Não tem jeito pois a má vontade será inerente a quem sempre esteve incrustado no Piratini recebendo benesses.
    Cade os banners do Banrisul?
    Lembro que Lula tentou pacificação com essa mídia corrupta. Resultado: foi responsabilizado pela queda de dois aviões e recebia sempre os carinhosos adjetivos de anta, pinguço, ignorante, chefe de quadrilha e dai pra fora!
    No recente episodio ocorrido há poucos dias envolvendo a morte dos dois jornalistas da BAND, alguns setores guascas e até nacionais tentaram responsabilizar Tarso, ou seja, o jogo é o mesmo, lá e cá!

  16. #16 Paulo A Klering
    on Apr 30th, 2012 at 5:59 pm

    Esta ant………ologica colunista nem desconfia que o Nelson Sirotski usa intermediários para conseguir seus objetivos, que é o de aumentar os espaços publicitarios. Quem ela acha que é para merecer uma interlocução com o governador de todos os gaúchos ? Este não é ex funcionário como foi o Brito, a Yeda, a Ana Amélia. Vocês já notaram que em Novo Hamburgo não há problemas? Em Sâo Leopoldo só há problemas. Talvez a diferença seja que Novo Hamburgo paga bons espaços publicitários na Radio Gaúcha. Abraços, MARCO!

  17. #17 Gilson Martinez
    on May 1st, 2012 at 12:46 am

    Solicitar imparcialidade, coerencia, sensatez dos empregados do PIG/rbs é o mesmo lavar porco com shampoo, um disperdício. E como tem incautos Rio Grande afora, achando que estão se informando com com a isenção dos fatos; Acreditando que estamos diante de um órgão de imprensa, quando estamos, meramente diante de informações de uma empresa de comunicações que volta e meia quer colocar um de seus empregados governar o povo gaúcho, ou eleger um parlamentar. Tem uma senadora, ex-empregada do grupo rbs, que era a porta-voz da agricultura comercial e pergunta-se, o que essa senhora fez… acho que não fez nada nem pro agronegócio. De fato, estão errando o pulo com o governador Tarso, pois ninguém lá esta a altura de sua capacidade de pensamento e intelectualidade.

  18. #18 Vivian
    on May 1st, 2012 at 2:51 am

    Não leio,não ouço,não assisto e tampouco compro algo vindo da RBS.Seus miquinhos amestrados…Leiam Rosane,Lasier,Coimbra e a cambada das rádios…há muito,perderam a credibilidade no quesito informação.Então,conhecendo o histórico,confio mais em Tarso.PIG é PIG,de bombacha ou não.Havemos de regulamentar essa vergonha,que se transformou o jornalismo gaúcho.

  19. #19 jõao
    on May 1st, 2012 at 1:15 pm

    “A imprensa deixou há muito de informar, para apenas seduzir, agredir e manipular.”
    - prof. Andrew Oitke, catedrático de Antropologia em Harvard

    “Na imprensa do Brasil, ninguém vai saber o que aconteceu no Brasil com o meu governo. O futuro leitor tem que ler as revistas inglesas, francesas, os jornais alemães, e, acima de tudo, vocês, a internet”.
    - Presidente Lula, aos Blogueiros

    “Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma”
    - Joseph Pulitzer

  20. #20 Cleovane Selbach
    on May 1st, 2012 at 11:17 pm

    Hum. Será que vão mandar um mensageiro qualificado dizer que se o governo do estado não garantir exclusividade nas noticias, terá que enfrentar a fúria do baronato?
    Sendo afiliada de quem é, pode ocorrer. É só ver o que está escrito na Carta Capital dessa semana, ou ler o post no Conversa Afiada.
    http://www.conversaafiada.com.br/politica/2012/04/28/sem-civita-e-marinho-cpi-sera-uma-farsa/

  21. #21 Jorge Nogueira
    on May 1st, 2012 at 11:28 pm

    Para defender a sua suposta coerência o Tarso se vê obrigado a afirmar que é o campeão da defesa das novas modalidades privatistas: as PPPs. É o típico remendo que piora o soneto … rsrsrsrs

    Também afirma, sem se ruborizar um pouquinho sequer, que está criando novas formas de entreguismo à iniciativa privada, superiores aos odiosos desgovernos Yeda e Britto, onde endivida o Estado do RS para subsidiar as multinacionais. E ainda chama esse entreguismo de “déficit responsável”. rsrsrsrs

  22. #22 Teresinha Carpes 13
    on May 1st, 2012 at 11:37 pm

    Cada vez admiro mais este senhor,que é o nosso governador Tarso Hers Genro!Parabéns governador,pode ser que agora os corvos o deixam em paz!

  23. #23 Brito
    on May 2nd, 2012 at 11:59 am

    Lembro que o tal “Debates pelo RS” (ou algo assim) promovido pela RBS e mediado pelo sr. Lasier tem como um dos patrocinadores a Corsan…Como diria o outro, todos eles são iguais…De outro modo não seriam políticos

  24. #24 Marcio Anglert
    on May 2nd, 2012 at 2:30 pm

    A coluna é muito ruim, o jornalismo da RBS é um tanto tacanho. Porém não tem como o Tarso justificar a questão do magistério. Só isso.

  25. #25 Armando do Prado
    on May 2nd, 2012 at 3:51 pm

    Muito bom! O mesmo serve para os Mervais da vida. Caminhemos que é assim que se faz o caminho, como ensina o poeta.

  26. #26 nilvanes jobim
    on May 3rd, 2012 at 10:34 am

    Teresinha Carpes 13
    on May 1st, 2012 at 11:37 pm
    Cada vez admiro mais este senhor,que é o nosso governador Tarso Hers Genro!Parabéns governador,pode ser que agora os corvos o deixam em paz!

  27. #27 FARPA
    on May 5th, 2012 at 12:43 pm

    A culpa do PIG local dizer e fazer o que quer com o PT é do próprio PT. TODOS os entrevistados se ajoelham e se humilham diante dos “jornalistas” da rbs e outros. Se tivessem altivez e vergonha na cara usariam as entrevistas ao vivo para confrontarem e acusarem os pseudos “jornalistas” das omissões, edições, distorções e perseguições que são submetidos pela a infecta mídia do RS. E não venham com a desculpa que não seriam mais entrevistados, pois o PIG pode ser podre mas não é burro, jamais eles dariam a oportunidade de uma ação pública sobre o uso de sua Concessão, pois se não entrevistassem mais os menbros do PT estaria caracterizado o crime de uso indevido dos meios de transmisão, que é meu, seu, nosso, e não deles como alguns pensam.

  28. #28 jõao
    on May 5th, 2012 at 5:24 pm

    limpo que Eduardo Azeredo e Cícero Lucena
    Políticos envolvidos em grandes escândalos de corrupção formam a “elite” do tucanato. A “nova” velha cara do PSDB.

    Os tucanos José Serra, Marconi Perillo e Carlos Leréia em panfleto tipo “santinho” da campanha eleitoral de 2010
    Da coluna “Parnorama Político” de Ilimar Franco:

    PSDB enquadrado
    Foi assim. O presidente do PSDB, Sérgio Guerra (PE), e o líder na Câmara, Bruno Araújo (PE), pediram ao deputado Carlos Leréia (GO) que se licenciasse do partido devido às suas ligações com o contraventor Carlos Cachoeira. Leréia reagiu: “Peraí. Deixa eu ver. Vocês querem se livrar de mim porque sou amigo do Cachoeira há 30 anos. E o (deputado) Eduardo Azeredo (MG) que é réu na Justiça? E o (senador) Cícero Lucena (PB) que foi preso? E vocês querem expulsar a mim?”.

    Comento:

    Faltou citar outros tucanos ilustres:

    José Serra (PSDB/SP) é reú pelo rombo nos cofres públicos do Banco Econômico, durante o governo FHC.

  29. #29 jõao
    on May 5th, 2012 at 5:30 pm

    militancia do pt na rua eles querem derrubar um presidente eleito legitimo pelo povo
    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/

    Aparece o áudio: Cachoeira e Demóstenes falam de Policarpo e em derrubar Dilma

    O site QuidNovi do ex-assessor de Carlinhos Cachoeira, jornalista Mino Pedrosa, soltou o áudio onde Carlinhos e Demóstenes falam do araponga Jairo Martins passar o vídeo do Hotel Naoum sobre o ex-ministro Zé Dirceu (PT). Até aí já tinha vazado sob forma de transcrição em texto no inquérito.

    A novidade foi a continuação da conversa. Demóstenes fala que o senador Blairo Maggi (PR-MT) estava passando coisas para a oposição para derrubar o governo. Demóstenes e Cachoeira confabulam sobre o que chamam de bom momento para o oposição que poderia levar à derrubar Dilma.

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=JBPhDn9dPVg

  30. #30 Pr. Cláudio Moreira
    on May 5th, 2012 at 6:44 pm

    Mas não é uma belezura? Um governador que não consegue sequer ser fiel às próprias promessas fica zangadinho com a imprensa e quer “dar aulas” de jornalismo aos colunistas que apontam sua incoerência política. Pobre Rio Grande, que ainda não está à altura de compreender os desígnios deste gigantesco Oráculo da onisciência administrativa, de sabedoria descomunal que nos governa.

  31. #31 Eugênio
    on May 6th, 2012 at 3:15 pm

    Tudo bem Cláudio Moreira

    O Tarso pode ser a encarnação de todas as contradições do mundo, mas não será nenhum desses “calunistas”, que vc chama de jornalistas, esses do esgoto a céu aberto que é a mídia local, que irá “dar aula” sobre incoerência para quem quer que seja.
    Ou vc já esqueceu o papel de escudo que eles desempenharam para o desgoverno yeda?

Deixe um comentário